Gestão

Conflitos entre franqueado e franqueador: como solucionar?

Escrito por Finanças 360°

A relação entre franqueado e franqueador é como qualquer outro relacionamento, ou seja, há os seus altos e baixos. Ao decidir entrar em um negócio franchising é muito importante atentar-se aos padrões da marca e às condições contratuais para, assim, estar ciente dos seus direitos e deveres definidos pelo franqueador.

É fato que problemas e divergências sempre acontecerão, mas é possível controlá-las de maneira respeitosa e evitar o cansativo conflito entre franqueado e franqueador.

Para isso, preparamos, neste post, as principais causas desses conflitos e como solucioná-los. Confira!

Fatores que desencadeiam conflitos

Para evitar desentendimentos, é muito válido conhecer os principais motivos pelos quais eles ocorrem. Desse modo, quando você deparar-se com situações parecidas terá mais criatividade e facilidade para solucioná-las. Os principais fatores de conflito entre franqueado e franqueador são:

Falta de diálogo

O diálogo e conversas constantes e esclarecedoras são a base para qualquer bom relacionamento franchising. Quando isso não acontece, as chances de conflitos e desentendimentos crescem e são certas. Assim, não haverá o alinhamento de ideias, normas e padrões de ambas as partes.

É fundamental manter um bom contato e diálogo claro entre as partes, já que a simples atitude da comunicação é essencial para que ninguém se sinta lesado.

Falta de treinamento

Para algumas franquias mais específicas e complexas, é imprescindível ter algum tipo de treinamento. Porém, muitas vezes isso não acontece por parte do franqueador. Com isso, a falta de preparo do franqueado pode gerar erros, falta de sistematização e desconformidade com os processos.

Para sair na frente desse problema, não é necessário apostar em treinamentos longos. Basta um direcionamento básico de no máximo cinco dias para que as ideias e parâmetros sejam alinhados.

Decepção

Outro fator de conflito entre franqueado e franqueador é a expectativa que não se iguala à realidade, causando a decepção. Negócios próprios e individuais tem mais chances de falir do que as franquias, quase oito vezes mais de probabilidade. No entanto, essa expectativa elevada e foco somente nas vantagens do franchising não são certezas de sucesso.

Como evitar? É preciso comprometimento do franqueado, não é viável esperar bons resultados somente pelo nome da marca. É necessário trabalhar! Além disso, o franqueador deve deixar claro também os riscos que podem atingir o empreendimento, para assim, não haver surpresas.

Distanciamento

A ausência de amparo do franqueador para com o franqueado é outro ponto gerador de conflitos. Contudo, os franqueados precisam andar com as próprias pernas.

Dessa forma, é importante estabelecer um limite. Pois, deve haver suporte e não resolução de todos os problemas e a qualquer momento.

Como solucionar os conflitos

Mesmo tentando antecipar os conflitos ocorreram desentendimentos? Há maneiras de solucioná-los de forma simples e sem perder a parceria. Confira as principais:

Múltiplas possibilidades de diálogo

Como dito anteriormente, um simples diálogo pode evitar uma série de problemas e desentendimentos. Quando isso acontece, é muito comum uma parte colocar a culpa na outra.

Por isso, é preciso estabelecer meios funcionais e rápidos para a comunicação na relação franchising. Essa atitude pode até mesmo ser a chave do sucesso da sua rede. Se o e-mail não tem funcionado de maneira eficiente, tente optar pelo telefone, ou até mesmo pelo suporte da marca.

É muito importante que o franqueador disponibilize esses meios de contato, e é mais importante ainda que o franqueado respeite esses meios e os procure sempre que necessário.

Suporte adequado

Além da comunicação, para evitar conflito entre franqueado e franqueador deve haver o suporte e amparo. Não basta aprovar a abertura da franquia e deixar as coisas acontecerem.

Dessa forma, esse suporte deve estar acessível tanto nas etapas de implementação quanto nas operações e processos. Para essa assistência, é muito comum o franqueado ter um funcionário com a função de representante.

Qualidade na entrega de produtos

Atraso ou desfalque na entrega de produtos para o franqueado é um caso sério, que pode, até mesmo, levar o estabelecimento à falência, pois atingirá diretamente as vendas. Logo, é preciso ter controle, organização e diálogo para uma melhor logística.

A qualidade na entrega de produtos pode ser feita com o estudo do franqueador de quais parceiros estão sendo prejudicados com a demora ou falta dos insumos. É um dos problemas mais fáceis de serem solucionados.

Obedecer às regras

Cada franquia tem o seu lema, regras, normas e processos que devem ser obedecidos e seguidos a risca para, assim, a marca ser padronizada em todos os aspectos.

Esses aspectos englobam atendimento, formas de disponibilizar o produto ou serviço e, até mesmo, as divulgações e marketing.

O franqueado precisa cumprir com essas regras, independentemente do tempo ou conhecimento que tenha, pois é comum que pessoas mais experientes na área queiram aplicar os seus conhecimentos. Relações franchising são de dependência, ou seja, um depende das ações do outro.

Incentivo e reconhecimento

Reconhecer o árduo trabalho que é para manter um empreendimento também é uma ótima ferramenta para evitar conflito entre franqueado e franqueador.

Campanhas de incentivo costumam funcionar bem nas relações de trabalho. Faz bem para qualquer pessoa ter o seu trabalho e esforço reconhecidos. Com isso, a vontade de trabalhar e fazer o melhor sempre só aumenta.

Sendo assim, aposte em reconhecimento, programas e recompensas por metas e bons resultados. Lembrando que privilégios são diferentes de recompensas. As franquias devem ter o mesmo tratamento.

Como evitar os confrontos

Evitar desentendimentos e confrontos de ambas as partes requer, acima de tudo, respeito e confiança.

Nada melhor do que ter confiança em deixar a sua marca nas mãos de outra pessoa, não é mesmo? Da mesma maneira que um franqueado precisa sentir segurança no seu negócio para investir tempo e dinheiro.

Escolher pessoas que lhe transmitam segurança evita confrontos futuros. Assim como manter o respeito entre ambas as partes, pois além de ser o dever cada um, faz com que muitas questões sejam resolvidas de forma pacífica.

O conflito entre franqueado e franqueador muitas vezes não tem como ser evitado. Porém, com algumas atitudes simples do dia a dia esses desentendimentos podem ser facilmente resolvidos.

Você sabia que existem 8 tipos de franquia? Aproveite para descobrir qual o melhor modelo para você. Boa leitura!

Sobre o autor

Finanças 360°

Somos uma startup com a missão de facilitar o gerenciamento financeiro de pequenos e médios varejistas. Para isso, desenvolvemos um sistema de gestão financeira que faz conciliação automática de cartões, conciliação bancária, gerenciamento de contas a pagar e contas a receber, fluxo de caixa e DRE. Criamos esse blog com o intuito de compartilhar nossas experiências e fazer desse espaço um lugar de muita troca de conhecimentos.

Share This